NOTÍCIAS

A pessoa certa, na função certa

Data: 26/06/2018

Um dos maiores desafios na gestão de pessoas, é colocar a pessoa certa, no lugar certo.

Será que aquela pessoa é realmente incompetente e incapaz ou ela está no lugar errado? Será que as habilidades e comportamentos que ela é capaz de emitir, são os requeridos para a função em que ela ocupa? Será que ela está feliz fazendo o que estamos pedindo a ela, ou está infeliz por sentir ou saber que está na função errada? Conheço dezenas de exemplos reais em que pessoas que eram consideradas funcionalmente fracas e estavam prestes a ser dispensadas, mostraram-se incrivelmente competentes em outra função, na mesma empresa.

Como enfrentar essa realidade? Antes de recrutar, selecionar ou promover alguma pessoa, é preciso fazer uma análise comportamental da função a ser preenchida. Quais os comportamentos e habilidades são exigidos para aquela função? Essa análise é feita, observando e descrevendo quais os comportamentos que você deseja que a pessoa emita.

Ex.: A função exige muito relacionamento com pessoas estranhas? Exige arquivar documentos? Exige redigir cartas, memorandos, etc.? Exige falar ao telefone? Exige falar em público? Exige conhecimento geográfico de alguma área específica? Exige a elaboração de cálculos matemáticos? Quais?

A partir de uma análise comportamental e de habilidades necessárias (o que a pessoa realmente irá fazer e como deve fazer) é que você poderá colocar a pessoa certa no lugar certo. É muito comum promover alguém que era muito competente e torná-la incompetente na nova função. Nem sempre um bom vendedor será um bom gerente de vendas. As habilidades e comportamentos exigidos de um gerente são completamente diferentes dos exigidos para um vendedor. Por isso, muitas vezes, não dá certo.

Uma simpática e expedita garçonete nem sempre será uma boa secretária. As habilidades e comportamentos exigidos são diferentes para as duas funções. Observar comportamentos e atitudes e colocar as pessoas certas na função certa é um dos maiores segredos do sucesso das empresas.

Pense nisso. Sucesso!

Profº Luiz Marins




PARCEIROS